30 de setembro de 2008

Rosh Hashaná - 5769

Este post é uma homenagem aos meus amigos e amigas da comunidade judaica. Embora não seja judia, convivo há anos com a comunidade. Dessa convivência, aprendi a respeitar e admirar a cultura e as tradições judaicas.
Desejo a todos os judeus os meus sinceros votos de sucesso, saúde e prosperidade.
Shana Tová Umetuká !
Um ano bom e doce!


Na noite de 29 de setembro, os judeus de todo o mundo iniciam as comemorações de duas das datas mais significativas e importantes do calendário judaico: o Rosh Hashaná, Ano Novo Judaico, e o Iom Kipur, o Dia do Perdão. Durante esse período, comemora-se a criação do homem e todos são convidados a refletir sobre seus relacionamentos com os demais seres humanos, questionando tudo o que foi feito de errado e como pode ser corrigido.
O Ano Novo Judaico começa com uma celebração solene e também festiva da chegada do ano 5769. Vários alimentos simbólicos são ingeridos na refeição da primeira noite de Rosh Hashaná, entre eles, maçã com mel, para que se tenha um ano doce, chalá (pronuncia-se ralá), um pão em formato redondo, que simboliza a continuidade e o desejo de um ano sem conflitos e romã, para que os méritos sejam numerosos como suas sementes. O peixe é uma tradição: sempre nada para frente e sua cabeça pode ser oferecida ao decano da mesa como deferência especial. Ingredientes como vinagre ou raiz forte devem ser evitados, para que o ano não seja amargo.
Nas sinagogas, as orações incluem o toque do Shofar, instrumento feito de chifre de carneiro e que avisa a chegada dos “Dez dias de Arrependimento”, que começam com Rosh Hashaná e culminam com Iom Kipur. Ao anoitecer de 08 de outubro tem início o Iom Kipur. Esta é considerada a data mais sagrada do calendário judaico, em que se faz jejum para atingir uma introspecção completa e pede-se o perdão dos pecados cometidos.
Segundo Boris Ber, presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo, “este é um período de reflexão em que fazemos um balanço de nossas ações, em busca da absolvição dos erros cometidos e aspirando à paz e ideais que possam melhorar a humanidade”. Para o Rabino Ruben Sternschein, da Congregação Israelita Paulista, “uma das afirmações mais interessantes do Rosh Hashaná é que cada um é livre e portanto, responsável pela construção e pelo desenvolvimento de sua personalidade. Cada parte inata ou adquirida pode se modificar. Iom Kipur, em cuja santidade e perdão podemos entrar só depois de ter obtido o perdão das pessoas as quais ferimos, nos presenteia com o apoio da comunidade na difícil tarefa que vem depois desse perdão: limpar a consciência e renovar o espírito”.
Já o Rabino Isaac Michaan, do Centro Judaico Bait afirma que, “as Grandes Festas são um período do calendário judaico, que nos chama a reflexão e auto-análise. Nos lembra que todos temos uma missão maior para realizar: a responsabilidade e o mérito de, a cada ano que passa, evoluirmos e nos aprimorarmos, trazendo a contribuição pessoal para tornar o mundo melhor”.

Fonte: Pletz.com

Continue lendo >>

29 de setembro de 2008

Chega de abuso!

São, em média, quatro ligações por dia nos mais diversos horários, além das dezenas de e-mails que entopem a minha caixa eletrônica. Eu estou me referindo, é claro, às publicidades via Internet e telemarketing.
As empresas de bens e serviços estão exagerando e torrando a minha paciência. A semana mal começou e já me foram oferecidos cartão de crédito com limite pré-aprovado, plano de saúde, assinatura de jornal, abertura de conta em banco, e pasmem, plano de assistência funerária. Fora isso tudo tive, ainda, que me desculpar por não poder “colaborar” com, pelo menos, duas obras de caridade. E os trotes dos “espertinhos” querendo clonar o meu celular! Ninguém merece tanta invasão da privacidade!
Se a máxima que afirma que “a propaganda é a alma do negócio” é mesmo eficiente, no meu caso, está produzindo o efeito contrário. Ando tão irritada com a situação, que decidi riscar do mapa todas essas empresas que me localizaram para me vender isso ou aquilo e àquelas, das quais sou cliente, estão sendo notificadas de que “não estou para brincadeira”.
Será que existe no Brasil alguma lei federal que regulamenta o serviço de telemarketing? Se houver, preparem-se, vou fazer valer tudo o que está escrito na mesma. Chega de tanto abuso e desrespeito!

Continue lendo >>

28 de setembro de 2008

De arrastão em arrastão...

Os arrastões do asfalto viraram moda na cidade do Rio de Janeiro. Hoje ocorreram mais dois: um, na Avenida Radial Oeste, próximo ao estádio do Maracanã e o outro, na Avenida Brasil. Na Avenida Brasil um cidadão foi morto, ao resistir ao assalto (leia aqui).
O faroeste urbano diário passou a ser banal na cidade maravilhosa, e ao contrário dos filmes de John Wayne, o mocinho tem sido, sempre, o perdedor. Mas, pudera, os mocinhos cariocas e fluminenses, assim como, paulistas, mineiros e todos os demais brasileiros estão meio que paralisados diante da onda de otimismo, que tomou conta do país. Atualmente as mídias não falam em outra coisa, a não ser das sucessivas descobertas de petróleo na bacia de Santos, da popularidade do presidente que está aos píncaros, do aumento substancial da classe média, do poder de consumo que cresceu vertiginosamente e da blindagem da economia brasileira frente à crise norte-americana. Todas assertivas falaciosas. E o pior, muitos acreditam, como no passado, no “país das maravilhas”, no novo “éden tupiniquim”.
Infelizmente todos esses fatores de pujança nacional esbarram na realidade do cotidiano: hospitais públicos caindo aos pedaços, violência crescente, educação pública de péssima qualidade, corrupção que corrói a democracia, má gestão do dinheiro público, desvios de verbas públicas, tropas federais para garantirem as eleições e os três poderes contaminados.
Qual é o saldo dessa utopia? Negativo, certamente.
O Congresso Nacional, a Assembléia Legislativa e a Câmera de Vereadores - caixas de ressonância dos anseios populares – que deveriam se desdobrar para atender os pedidos da sociedade estão também, convenientemente, paralisados. Se não há cobrança, não há ações.
Certa está Maria Bethânia, que no palco do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, na semana passada, desabafou: "Sou brasileira. Responsável e séria. Por isso mesmo, me zango muito. E cada vez que vejo essa palhaçada, essa mentira, esse Brasil virtual, poderoso, paraíso, fico gelada, porque parece que a gente é maluca, mas não é. (...) Esse Brasil que é anunciado todos os dias, maravilhoso, melhor dos melhores, que vai ser o maior produtor de petróleo do mundo... Gente dá um tempo! Veja um pouquinho mais de perto, chegue mais perto... Está tudo muito longe, desfocado, um paraíso que eu não consigo ver daqui. (...) Não gosto de ser tratada como imbecil".
E assim, de arrastão em arrastão e sob espessa “cortina de fumaça”, vamos em frente. Há outra saída?

Continue lendo >>

A frase do dia

Finalmente o presidente brasileiro acordou do seu sono profundo, com relação à crise norte-americana. Em discurso em São José dos Campos onde participou de um comício de apoio ao candidato de seu partido, o mandatário mostrou-se preocupado:
"Eu, todo santo dia, peço que a gente olhe o que está acontecendo no mundo com lupa. Porque os Estado Unidos, se entrar em crise e entrar em recessão, vai bater em todos os países do mundo, da China ao Brasil", alertou o presidente.
Tapar o sol com a peneira todos os dias, como vinha fazendo o presidente, é no mínimo uma irresponsabilidade, pois os cidadãos brasileiros mais bem informados têm consciência de que num mundo globalizado, se a economia de uma grande potência mundial entra em colapso, sobra para todo mundo. Quanto mais num país emergente como é o caso do Brasil, que é dependente dos países de primeiro mundo.
E se doer no bolso, então, não há otimismo presidencial que dê jeito!


Outras informações no link abaixo:
Brasil sentirá efeito da crise norte-americana

Continue lendo >>

27 de setembro de 2008

Radiografia da Amazônia

“Ainda é possível salvar a Amazônia? Há tempos, essa pergunta desafia as consciências brasileiras sem que para ela, ao longo dos anos e dos governos, o Estado tenha formulado uma resposta confiável e definitiva. A Amazônia tem sido mais conhecida pelas ameaças que pairam sobre ela. As notícias sobre essa exótica e esplendorosa região estão quase sempre associadas à devastação da floresta, à contaminação das águas, à extinção da biodiversidade, à degradação dos seus habitantes nativos. Repete-se sempre a especulação de que o Brasil não teria competência para geri-la. Essa seqüência de notícias ruins tem fundamentos reais. O Brasil tem tratado com ambigüidade e distanciamento o maior tesouro biológico do planeta, que lhe pertence”.(leia aqui)
A radiografia da floresta Amazônica que apresento foi pinçada do site do Estadão. Conhecer o nosso maior tesouro é uma das formas de defendê-lo.

Mapa da Amazônia



A dimensão da floresta



O maior rio do mundo



Os recursos minerais



As disputas agrárias



As reservas indígenas



A proteção da floresta



Os cenários da devastação

Continue lendo >>

Parabéns Google!

Fundada em 27 de setembro de 1998, a Google está completando hoje 10 anos. E há motivos de sobra para comemorar. De um projeto de dois estudantes Larry Page e Sergey Brin da Universidade de Stanford, a Google passou a ser uma das empresas mais poderosas do mundo. O serviço foi criado a partir de um projeto de doutorado chamado de Backrub. Da frustração dos seus criadores com os sites de busca da época surgiu um site de busca mais avançado, rápido e com maior qualidade de ligações.
Hoje, descobri um site chamado Pretog (antigo Google Preto) que é uma versão paralela ao site de buscas Google search, com um fundo preto e que usa o mesmo motor de busca do Google, mas não tem relação com o Google Inc.. Segundo o site, o objetivo é "reduzir a tensão e os males causados aos olhos, em função do excesso de luminosidade projetada pelos sites de fundo branco e reduzir o consumo de energia necessária para fazer as suas pesquisas".

Ainda, segundo o site, para exibir uma tela inteira branca, seu computador usa cerca de 74 watts, enquanto para mostrar uma tela preta o consumo é de 59 watts. A quantidade de energia que seria economizada se o Google - que é inteiramente branco e recebe cerca de 200 milhões de buscas por dia - fosse totalmente preto foi calculada pelo americano Mark Ontkus em seu blog (EcoIron) : 750 megawatts/hora (mWh) por ano!
Não é o máximo?

Para mais informações sobre a empresa Google, clique aqui.
Para acessar o Pretog, clique aqui.

Continue lendo >>

Falou demais!

O velho ditado “em boca fechada não entra mosca” caiu como uma luva no episódio envolvendo o governador do Estado do Rio de Janeiro.
Sérgio Cabral, ao chamar de “vagabundos” e “safados” os médicos que faltaram ao plantão no Hospital Getúlio Vargas no último final de semana, não podia imaginar que a população do Estado tomasse conhecimento – assim espero – de que é atendida por médicos contratados através de cooperativas para baratear a mão-de-obra.
"Os médicos no Rio são como bóias-frias. Tem várias cooperativas que a gente nem conhece. O governador falou no início do governo que ia reformular isso, contratar mais médicos, mas nada foi feito", afirmou a presidente do Cremerj.
E pelo visto, o governo do Estado não possui controle sobre a terceirização da saúde.
"Nenhum outro Estado atingiu a gravidade do Rio em termos de terceirização dos médicos. A federação vai fazer um levantamento das cooperativas contratadas pelo Estado. Não sabemos quantas são, quais são, se estão regulares. É uma caixa preta", disse Sami Jundi, presidente da Federação Nacional dos Médicos.
O episódio pode ter outro desdobramento: a paralisação a partir da próxima semana em todos os hospitais estaduais.
Esta aí um fato que poderia ser evitado se no Brasil houvesse meios legais de punir o governante por má gestão do dinheiro público.

Mais informações sobre o assunto, clique:

Continue lendo >>

25 de setembro de 2008

Lixo eletrônico

Seu e-mail começa com as letras A, M, S, R ou P? Se a resposta for afirmativa, saiba que você recebe, proporcionalmente, muito mais “lixo eletrônico” do que aquelas pessoas cujos e-mails são iniciados pelas letras Q, Z e Y.
Segundo o pesquisador em ciência da computação Richard Clayton, em média 40% das mensagens recebidas no primeiro caso são lixo eletrônico, enquanto a proporção do segundo caso é de menos de 20%.
A explicação é simples: os nomes mais comuns recebem muito mais spam (mensagem eletrônica não-solicitada enviada em massa).
Boatos, correntes e publicidade são os tipos mais corriqueiros. A principal motivação para a prática do spamming é o baixo custo associado ao envio de mensagens eletrônicas. Diferente de meios como o correio tradicional e o telefone, meios eletrônicos como a Internet permitem o envio de uma grande quantidade de mensagens a um custo próximo de zero.
Um estudo da empresa britânica de segurança Sophos afirma que 92,3% de todos os e-mails enviados durante os três primeiros meses de 2008 foram classificados como spam. O Brasil colaborou com, aproximadamente, 4,3% desse lixo eletrônico, ficando em quarto lugar no quesito “nações que mais contribuem para o volume global de spam”.

Outras informações sobre o assunto, acesse:
Inicial do e-mail define quantidade de spam

Continue lendo >>

23 de setembro de 2008

Palavras desnecessárias

É inaceitável a forma como o governador do Estado do Rio de Janeiro expressou a sua indignação com a ausência de seis médicos no plantão do hospital estadual Getúlio Vargas, no dia de ontem. “Vagabundos” e “safados” foram os termos usados por Sérgio Cabral, em discurso durante a inauguração da 14ª UPA (Unidade de Pronto-Atendimento), na Ilha do Governador (leia aqui).
A falta ao trabalho, sem justificativa, desses funcionários merece punição quer na forma de desconto dos seus provimentos, reprimenda formal por parte de seus superiores e, até mesmo, demissão ou exoneração. O que não pode ocorrer é um governante vir a público e utilizar palavras chulas contra quem quer que seja. É por demais desrespeitoso.
Eu fico imaginando se a população do Estado do Rio de Janeiro resolvesse também demonstrar a sua indignação dessa maneira. Motivos não faltam. A segurança pública, por exemplo, que é obrigação do governo estadual é precária. Morrem, anualmente, no Estado do Rio de Janeiro 10000 brasileiros graças à violência. E de quem é a responsabilidade?
É uma pena que no Brasil não exista nenhum instrumento legal para atrelar as promessas de campanha às ações do governo, depois que o candidato é eleito. Talvez seja essa a medida mais importante a ser incluída na próxima reforma política.

Continue lendo >>

21 de setembro de 2008

Uma brincadeira de mau gosto

A brincadeira de mau gosto tornou-se, rapidamente, um hit no Youtube, com 170 mil acessos. O vídeo mostra um professor de uma escola tradicional da zona sul do Rio de Janeiro, quebrando o celular de uma aluna, após tê-la advertido para desligá-lo.
O link do vídeo foi repassado por e-mail para vários internautas e, como numa corrente, foi sendo enviado a vários outros. Eu mesma recebi um e-mail com o link, mas não percebi que se tratava de uma pegadinha. Pensei que fosse uma cena real, já que essa é uma situação corriqueira em sala de aula, tanto que desde janeiro de 2008 está em vigência na cidade do Rio de Janeiro a lei municipal 4.734, que proíbe o uso de celulares em sala de aula. Se foi preciso criar uma lei é porque os alunos estavam usando o aparelho indiscriminadamente.
Mas não são apenas os estudantes que exageram no uso do celular. Celulares de adultos tocam a todo o momento e em qualquer ambiente. As crianças e adolescentes assimilam essa falta de educação dos adultos como uma coisa normal e passam a repeti-la.
O absurdo dessa situação é a posição do professor da turma que concordou em participar dessa farsa, afinal se queremos educar nossas crianças temos de dar o exemplo.

Outras informações sobre o assunto, clique no link abaixo:
Vídeo dos alunos gera polêmica

Continue lendo >>

A Primavera pede passagem!

As quatro estações - Vivaldi
Embora o “friozinho” teime em não abandonar as regiões Sul e Sudeste do Brasil, já está na hora do Inverno se convencer, de que já cumpriu o seu ciclo no hemisfério sul do Planeta Terra e dar passagem à Primavera, a mais bela, aconchegante e charmosa estação do ano.
A Primavera iniciará às 12h44 do dia 22 de setembro de 2008 – segunda-feira. Com a chegada da nova estação, há uma mudança no regime de chuvas e temperaturas na maior parte do Brasil. Os dias serão mais longos e a luminosidade muito maior. Todas estas mudanças climáticas afetam também a vida de todos os seres terrestres. É nesta época que a maioria das espécies procriam. As flores, especialmente, se fazem presentes neste período. Desabrocham, crescem, enfeitam e perfumam tudo a nossa volta.
Primavera vem do latim prima verna, ou primeiro verão e é a primeira das quatro estações do ano. Os gregos, egípcios, sumérios, babilônios e celtas foram povos que, na chegada da primavera, agradeciam à "mãe terra" tudo o que ela lhes oferecia: alimentos, curas e riquezas.
Esta é uma estação muito especial porque dá a vida um clima de otimismo, de renovação. Nos traz a sensação de que as coisas boas acontecem e, principalmente, de que o amor está no ar. No canto dos pássaros, na beleza dos jardins, em cada pessoa, em cada sorriso.
Vamos então aproveitar o sol no rosto, o vento nos cabelos, o perfume e a beleza das flores. Curtir o clima nas ruas e parques, pisar na grama e sentir a natureza ao nosso redor!

Fonte:Portoweb

Continue lendo >>

Amazônia - o tempo é o senhor da razão


A grande imprensa não noticiou, as tvs não mostraram, mas em abril deste ano representantes dos estados da Amazônia Legal participaram da reunião promovida pelo príncipe Charles em sua residência, a Clarence House, em Londres, com o objetivo de incentivar a cooperação internacional com relação ao desenvolvimento daquela região na forma de investimentos (leia aqui).
Hoje, leio a notícia de que a primeira doação ao Fundo da Amazônia, criado pelo governo brasileiro para conter o desmatamento, é do governo da Noruega: 1 bilhão de dólares até 2015. Além disso, o presidente brasileiro assinou um decreto que isenta do PIS/Cofins doações destinadas a iniciativas ambientais.
"No dia em que todo o País desenvolvido tiver a mesma atitude da Noruega, teremos certeza de que o aquecimento global vai ser reduzido".Espero que outros países sigam o exemplo da Noruega.", afirmou o presidente.
Além da Noruega, pelo menos mais cinco países demonstraram interesse em ajudar na conservação da Amazônia.
"Os países que já demonstraram interesse foram o Japão, Suécia, Alemanha, Coréia e a Suíça", disse o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc
após participar de almoço no Itamaraty com o primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg.
Na mesma linha de agradecimento aos “estrangeiros altruístas”, o jornal Valor Econômico ressalta que “A sofisticação dos sistemas brasileiros de monitoramento dos desmatamentos da Floresta Amazônica convenceu o governo da Noruega a garantir a doação de até US$ 1 bilhão para aplicação, entre 2008 e 2015, no Fundo Amazônia - destinado a proteger a maior cobertura florestal do continente”.
Confesso que não entendi muito bem o “convenceu” aí do texto acima, já que o INPE (Instituto Brasileiro de Pesquisas Espaciais) opera há 20 anos o PRODES
- considerado o maior programa de acompanhamento de florestas do mundo via satélite, por cobrir os 4 milhões de km2 de áreas florestais com freqüência anual.
Sinceramente, as peças desse enorme quebra-cabeças estão longe de ser encaixadas.
Primeiro, porque com todo esse aparato tecnológico de monitoramento da floresta Amazônica, que já atua há muito tempo, o Brasil foi incapaz de deter o desmatamento, tendo que se “sujeitar”, sem o menor pudor, a ficar de “pires na mão” diante das potências mundiais, e depois, é muito estranho que o governo norueguês, de repente, se “convenceu” de que “agora” pode confiar no sistema brasileiro de monitoramento da floresta.
E o presidente brasileiro, felicíssimo com a iniciativa da Noruega, ainda incentiva que outras potências mundias façam também suas doações, quando ele próprio não se cansa de afirmar que muito em breve estaremos todos “nadando em petróleo”. E o que esses países vão querer em troca?

Bem, a única frase que me vem à cabeça, diante de tanto descalabro e incoerência é “ o tempo é o senhor da razão”!

Continue lendo >>

15 de setembro de 2008

Impunidade - o x da questão

Acabar com a separação entre polícias Civil e Militar, reforçar os trabalhos das Corregedorias, mudar os registros de "autos de resistência" e "resistência seguida de morte" e aumento de salários dos policiais são algumas das recomendações do relatório da ONU (Organização das Nações Unidas), divulgado nesta segunda-feira.
O relatório aponta o Brasil - com aproximadamente 48 mil mortes por ano – como um dos países que detém uma das maiores taxas de homicídios no mundo.
Os políticos, a polícia, a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República e a população brasileira são duramente criticados.
O documento só se esqueceu de citar o x da questão: a impunidade.
A escalada da violência é a conseqüência imediata da impunidade no Brasil e o exemplo, na maioria das vezes, vem de cima. As inúmeras CPIs do Congresso, assistidas ao vivo e à cores, fizeram um barulho danado, mas as punições foram mínimas, se é que realmente elas aconteceram.
Os políticos, então, esses não são pegos de jeito nenhum, inclusive porque a imunidade parlamentar lhes confere o direito de sair dando "carteirada" a torto e a direito, sem que nenhuma punição os pegue pelo pé.
A população brasileira que será “obrigada” a votar em outubro não possui sequer o direito de saber qual candidato responde a algum processo. Candidatos esses que depois de eleitos terão a responsabilidade - no caso dos vereadores – de legislar sobre assuntos de interesses locais. A raposa tomando conta do galinheiro!
O presidente do TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral) do Rio de Janeiro, Roberto Wider, rebateu o relatório divulgado pela ONU:
"É muito fácil fazer críticas de longe, dentro de posições teóricas sobre como deveria ser. Era preciso que ele viesse ao Rio, conhecesse as nossas dificuldades e, principalmente, a seriedade com que queremos enfrentar os problemas”.
Sem comentários!
Outras informações clique aqui e aqui.

Continue lendo >>

Jogos Paraolímpicos - Pequim 2008

A Paraolímpiada, infelizmente, sempre foi um evento ignorado pela mídia televisiva. Neste ano não foi diferente. Não temos visto, na telinha, notícias sobre os jogos nem tampouco sobre a performance de nossos atletas. Até a mascote dos jogos – uma linda vaquinha – passou desapercebida. Ela representa os conceitos de Transcendência, Igualdade e Integração e faz um convite a todos os povos do mundo a assistirem a performance dos atletas que superaram suas deficiências e disputam, com méritos, várias modalidades esportivas.

Na web, um dos portais que tem feito uma ótima cobertura das competições é o globo.com. Foi lá que descobri que o Brasil também possui um Michael Phelps. Trata-se do nadador Daniel Dias, que já conquistou 8 medalhas para o Brasil - 4 ouros, 3 pratas e 1 bronze – tornando-se o maior medalhista brasileiro desta edição dos Jogos.


Outro nadador brasileiro - André Brasil - também está arrebentando em Pequim e já conquistou quatro ouros e uma prata no Cubo D’Água.


Até o momento, o Brasil ocupa a 11a posição no quadro de medalhas, com 41 medalhas - o melhor desempenho do Brasil numa única edição dos Jogos Paraolímpicos. Nossos atletas já conquistaram 13 medalhas de ouro, 12 de prata e 16 de bronze.

Para maiores informações acesse o site da globo.com.

Crédito para as imagens:globo.com

Continue lendo >>

13 de setembro de 2008

Casamento - Sandy e Lucas

Foto:Rafaela Azevedo/G1
O evento mais comentado deste sábado na Web foi o casamento de Sandy e Lucas Lima, no dia de ontem. A foto do casal espalhou-se rapidamente pelas páginas eletrônicas de jornais e revistas e nos diversos blogs brasileiros.
Sandy sempre foi uma celebridade discreta e sem estrelismo. Uma jovem bem-educada e que soube como ninguém preservar a sua vida pessoal e dignificar a imagem da mulher – tão diminuída nos dias de hoje.
As declarações do casal seguiram à risca o modelo Sandy de ser:
"Hoje vivemos um momento único e inesquecível. Estou muito feliz e realizada. É uma mistura de sentimentos maravilhosos que deixa a gente radiante! Concretizamos nesta noite um sonho idealizado e planejado com muito amor. Agradeço, de coração, a todas as manifestações de carinho por parte de nossos fãs e do público em geral. Fiquei muito emocionada com a quantidade de pessoas nos transmitindo votos de felicidades. Para todos que acompanham minha carreira há muitos anos e também aos mais 'novos', muito obrigada pelo carinho e também por compreenderem este nosso momento mais íntimo e familiar. Sintam-se todos abraçados!"(Sandy)
"Estou muito feliz de iniciar uma nova família com a mulher da minha vida. Sandy é muito inteligente, divertida, parceira! Acredito que nosso casamento será tão feliz quanto os ótimos momentos que já temos dividido há muitos anos. Posso dizer que começamos muito bem, a contar pela celebração e festa de hoje, que não poderiam ser mais perfeitas. O dia mais marcante da minha vida até agora, com toda certeza. Aproveito para agradecer o carinho de todo mundo que curte a gente, que torceu e respeitou a nossa maneira de levar as coisas."(Lucas)

Parabéns ao casal e que sejam muito felizes!

Continue lendo >>

O futebol brasileiro não está só!

O presidente do Brasil afirmou em Duque de Caxias – Rio de Janeiro – que o futebol brasileiro não é mais o melhor do mundo (leia aqui).
De duas uma: ou o mandatário brasileiro, embalado por sua popularidade, quer ser de fato unanimidade nacional e está com “ciúme” da maior paixão do brasileiro ou vale tudo para “aparecer” na mídia - até mesmo ridicularizar o nosso maior cartão postal no exterior.
A preocupação do presidente do Brasil com relação ao nosso futebol - 4a posição no ranking da FIFA - não tem o menor sentido, já que setores realmente importantes da sociedade brasileira, como Educação, Saúde e Segurança estão muito mal posicionados no âmbito mundial e, até mesmo, na América Latina:
· Os testes realizados, em 57 países, pelo PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) colocaram o Brasil em 54o. Logo, a Educação brasileira também é um desastre.
· O Brasil é o 72º colocado no ranking anual sobre corrupção elaborado pela organização não-governamental Transparência Internacional.O país registrou nota 3,5 em uma classificação que vai de 10 (para países menos corruptos) até zero (países mais corruptos).
· O Brasil ocupa uma constrangedora 83ª posição no Índice de Paz Global (Global Peace Index - GPI). Trata-se do primeiro estudo que classifica 121 países de acordo com seu “grau de paz". Um dos fatores que mais pesou negativamente sobre o Brasil foi seu elevado grau de violência urbana.
· O Brasil continua despencando no ranking tecnológico mundial. Em uma classificação feita pelo Fórum Econômico Mundial, o país aparece apenas na posição 59o entre as economias que mais conseguem tirar proveito das novas tecnologias para incrementar sua produtividade.
· O Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef), colocou o Brasil em 86º lugar em mortalidade infantil, entre 190 países (sendo 190º o melhor colocado).
· No ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) o Brasil é o 69º; o Chile, o 38º; Uruguai, o 43º, a Costa Rica, a 48ª e Cuba, a 50ª.
Já que não há vontade política para melhorar o “resto”, quem sabe as críticas presidenciais contribuam para, pelo menos, melhorar o ópio do povo.
Créditos para a imagem:
www.vozdaarquibancada.com.br

Continue lendo >>

Revoltante e vergonhoso

“Não ponha fé no que as estatísticas dizem até que você tenha considerado cuidadosamente o que elas não dizem” (William W. Watt)
Costuma-se dizer que a Estatística é a arte de mentir, com precisão, através dos números. As estatísticas, assim como as notícias plantadas, são ferramentas poderosas de convencimento e de influência. Essas artimanhas para engabelar a população têm ocorrido amiúde no Brasil.
Ultimamente, sempre que surge um escândalo envolvendo direta ou indiretamente o governo federal, as pesquisas apontam um crescimento da popularidade do presidente da república ou a “re-descoberta” de mais um poço de petróleo na bacia de Santos ou, ainda, o crescimento do PIB além do esperado.
Uma nova pesquisa do Datafolha revela que a popularidade do presidente atingiu 64% no mês de setembro. O momento é bem oportuno para alavancar a candidatura dos aliados do governo federal.
Do outro lado da moeda, não há nenhuma pesquisa em andamento com o objetivo de revelar como se sente a população do Estado do Rio de Janeiro, que está convivendo com as tropas federais instaladas em “currais” eleitorais dominados por traficantes e milícias. De que adianta cantar loas à popularidade do presidente brasileiro se um Estado inteiro está dominado pela bandidagem?
É revoltante e vergonhoso ter de ouvir do presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Rio de Janeiro que o eleitor, para sua própria segurança, deve saber votar e manter-se calado (leia aqui).
"Temos a certeza de que, retiradas as tropas dali, é lógico que o traficante vai voltar, o miliciano vai voltar. O que se procura transmitir é que os eleitores podem ter certeza que, se houver a necessidade de uma volta a um local já ocupado, as forças estão preparadas para isso. Isso é o mínimo que se pode fazer para ofertar uma segurança relativa, porque segurança absoluta nenhum de nós teria coragem de dizer", afirmou Alberto Motta Moraes, presidente em exercício do TRE do Rio de Janeiro.
Essa declaração, pelo menos, foi sincera e mostra que a segurança da população do Estado do Rio de Janeiro, principalmente a da capital está, em parte, garantida somente em eventos de interesses políticos.
Foi assim no PAN em 2007 e será, assim, em 5 de outubro de 2008 – dia das eleições municipais.

Foto G1

Resta ao cidadão carioca torcer para que 2010 (eleições presidenciais), 2012 (eleições municipais), 2014 (Copa do Mundo de Futebol e eleições presidenciais), 2016 (eleições municipais e Olimpíadas) e, assim por diante, cheguem o mais rapidamente possível, para minimizar a violência desenfreada que é uma cruel realidade no Estado e no resto do país.
A que ponto nós chegamos!

Continue lendo >>

11 de setembro de 2008

Brasil x Bolívia - um fiasco de público

Foto: Ivo Gonzales
Depois do fracasso de público no jogo do Brasil contra a Bolívia, ontem no Rio de Janeiro, os cartolas da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) estão pensando na possibilidade do jogo contra a Colômbia, em 15 de outubro, ser realizado em um local bem distante da Cidade Maravilhosa. Eles acreditam que os cariocas estão saturados com a seleção.
Essa avaliação é no mínimo uma falácia, pois a torcida brasileira, dos quatro cantos do país, não confia nem um pouco na seleção comandada por Dunga. Talvez, os cariocas por terem um comportamento mais irreverente do que os brasileiros de outras localidades se sintam mais à vontade em protestar contra o péssimo futebol apresentado por Ronaldinho Gaúcho e companhia.
Seria bom que os dirigentes da CBF dessem uma olhadinha no site do globonline, para caírem na real e se informarem sobre os motivos pelos quais o público não compareceu ao Engenhão no jogo de ontem:


Além desses dados há também o fato da CBF ter “bancado” a presença de nada menos do que 15 mil convidados no Engenhão. Os ingressos para os “não apadrinhados”, custaram de R$ 30,00 a R$ 200, 00, o que significa que aqueles que pagaram ingressos financiaram também as “benesses” da entidade máxima do futebol brasileiro.
Parece que virou moda no Brasil fazer “benesses’” - sem o menor constrangimento - com o dinheiro da população. Se o governo federal pode doar instalações da Petrobrás à Bolívia, colaborar para a recuperação da indústria naval da Argentina, ajudar a financiar a frota de veículos de Cuba, rever o acordo de Itaipú com o Paraguai, ser parceiro da Venezuela na construção de usinas no Brasil, porque a CBF não pode dar um presentinho, de vez em quando, aos seus amigos? É o governo federal fazendo escola.

Outras informações sobre o jogo Brasil x Bolívia, clique no links abaixo:
As fotos do estádio vazio
O pior público em 4 anos

Continue lendo >>

9 de setembro de 2008

Impostômetro

Não é preciso ser expert em economia ou finanças para saber que a alta carga tributária brasileira impede a expansão econômica do país. Mas, ao que parece, o governo federal ainda não está satisfeito com a arrecadação de impostos, tanto que prevê um aumento da carga tributária em 2009.
Segundo o portal de notícias G1 (leia aqui) dados contidos na proposta de orçamento federal para o ano de 2009, enviada pelo governo ao Congresso Nacional, mostram que a carga tributária da União deverá crescer acima do aumento previsto para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2008 e 2009.
O IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) já havia alertado que em 2008 todos os brasileiros trabalharam até junho, somente para pagar impostos. Imagine quanto terão de trabalhar em 2009 para “sustentar” o verdadeiro “tiranossauro” que se tornou o governo federal.
Hoje, exatamente às 21h 13min, “dei um print screen” na imagem que aparecia no “Impostômetro” – site da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) – e fiquei indignada com a “fome” de arrecadação do governo federal:

Como mostra a imagem acima o brasileiro, até aquele momento, já havia pago 704 bilhões de reais de tributos.
O mais grave é que a onda consumista de 2007, incentivada e enaltecida pelo presidente da república, produziu um número enorme de endividados, que além de não conseguirem pagar as despesas contraídas, estão recorrendo a toda sorte de empréstimos. Os bancos, que nunca lucraram tanto neste país, continuarão "rindo à toa" em 2009.

Para acessar o “Impostômetro”, clique aqui.

Continue lendo >>

7 de setembro de 2008

Um episódio midiático

O presidente brasileiro é o indivíduo mais midiático do país. Os brasileiros, diariamente, são expostos às suas frases polêmicas e imagens marcantes. Vale qualquer "coisa" para ser notícia, sair "bem na foto" ou divulgar a sua imagem.
Depois de sujar as mãos com o ouro negro, dar aulas de saúde numa creche em Pernambuco e se posicionar contra a lei do tabagismo, resolveu tecer elogios aos jogadores argentinos e colocar em dúvida o talento, garra e dedicação dos jogadores brasileiros de futebol, que estão na seleção masculina. Se ele está certo ou não, não vem ao caso. O que não é justo, muito menos “de bom tom” é louvar os nossos vizinhos em detrimento da nossa imagem. Se o objetivo foi "aparecer", pior ainda.
O único jogador “brioso” – o goleiro Júlio César - que resolveu contestar as afirmações do mandatário do país teve de lhe pedir desculpas, a mando da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

A CBF, por sua vez, emitiu uma nota oficial afirmando que a resposta de Júlio César ao presidente não representa o pensamento da equipe. Segundo a nota, a opinião do goleiro é somente dele e de mais nenhum outro jogador verde-amarelo.
A pressa dos cartolas em repudiar a declaração do goleiro e enquadrar os demais jogadores é simbólica: a democracia tantas vezes enaltecida no nosso país não existe verdadeiramente, caso contrário, as palavras de Júlio César teriam “passado em branco”. A liberdade de expressão vale para os poderosos, mas não vale para o “resto”. O presidente pode afirmar o que quiser, mas não pode ser questionado.
Hoje à noite, quando o juiz apitar o final da partida entre Brasil e Chile, qualquer que seja o resultado, o presidente sairá fortalecido do episódio. Se o Brasil ganhar, a responsabilidade da vitória será credenciada àquele cujo “gesto” foi o de mexer com “o moral” da seleção. Se o Brasil perder, as manchetes de amanhã dirão que o presidente está coberto de razão e que fez muito bem de ir a público expor os problemas do esporte brasileiro. Se Dunga cair, então, haja claque, holofotes, confetes e serpentinas!
Assista as declarações de Júlio César - um brasileiro de opinião
Clique nos links abaixo:

Continue lendo >>

3 de setembro de 2008

Rio e Sampa - problemas iguais

Os mesmos problemas ocorridos no Rio de Janeiro, na compra de ingresso para o show da cantora Madonna estão se repetindo em São Paulo: telefones congestionados, sites sobrecarregados, problemas com cambistas e filas intermináveis.
Idolatria não se discute, mas muitas pessoas estão perdendo a noção de bom senso, para ver Madonna ao vivo e à cores. Além do stress a que estão se sujeitando, muitos fãs estão empenhando quantias muito além do que seus orçamentos permitem. Deixar de pagar as contas de luz e de telefone por um ano estão entre as estratégias, para poder bancar o ingresso.
Há também aqueles que nem são fãs da cantora, mas não querem perder a oportunidade de afirmar com orgulho: eu estive lá.
Além disso, a tietagem em torno da pop star é tão grande que vídeos e mais vídeos estão sendo disponibilizados no YouTube, por internautas que já assistiram o show Sticky Sweet.
Aqui uma palhinha da turnê:



Outras informações sobre a venda de ingressos em São Paulo, clique no link:
Esgotados alguns setores em SP

Continue lendo >>

2 de setembro de 2008

Madonna - confusão na compra de ingressos

Os fãs da cantora Madonna estão à beira de um ataque de nervos: os primeiros problemas surgiram na compra de ingressos via telefone e Internet para o show na cidade maravilhosa em dezembro.
A lentidão do site da organizadora do evento – Time for Fun – , deixou irados os fãs da pop star, principalmente aqueles que não moram no Rio de Janeiro e dependem da web, para comprar os ingressos.
O que ocorreu foi o seguinte: com a lentidão do sistema, o site não conseguiu concluir a compra, mas o pagamento do ingresso foi processado pela operadora do cartão de crédito. Nesse caso, informa a organização do evento, o cartão de crédito fará o devido estorno.
Apesar da garantia da devolução do dinheiro, especialistas afirmam que o consumidor pode até entrar na justiça por danos morais.
Com os 70 mil ingressos esgotados no Rio de Janeiro, o jeito é tentar adquirir em Sampa. Lá , como a demanda está sendo enorme, a cantora fará dois shows, portanto a possibilidade de assistir ao show é grande, a menos que o indivíduo seja um tremendo pé frio.
Uma outra notícia preocupante é que a equipe do megashow está ameaçando abandonar a turnê, revoltados com as péssimas acomodações a que estão sujeitos. Eles reclamam que são obrigados a ficar em hotéis e hospedarias de quinta categoria, enquanto a patroa fica em hotéis de altíssimo luxo.Pode?

Clique nos links abaixo, para obter outras informações sobre o evento:

Continue lendo >>

O desabafo do dia

Somente agora, o nadador César Cielo – medalha de ouro na Olimpíada de Pequim – foi informado das exigências e cobranças da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), com relação a sua ausência no encontro com o presidente brasileiro no Palácio do Planalto, junto a outros atletas, antes da viagem para a China.
Além disso, Cielo está revoltado com o descaso da Confederação.
O nadador foi muito corajoso, já que a nova mania nacional é “tapar o sol com a peneira”. A imprensa brasileira – falada, escrita e televisada - está aí para comprovar o que afirmo, pois, caso contrário, teria “colocado a boca no trombone” quando o presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) afirmou que o desempenho da delegação brasileira em Pequim foi excelente. Salvo alguns jornalistas da ESPN, por exemplo, os demais só fizeram exaltar a participação de nossos “heróicos” atletas em Pequim.
O fracasso brasileiro nos jogos olímpicos não foi por falta de investimento. Pelas contas da Folha de São Paulo o investimento girou em torno de R$ 1,2 bilhão (leia aqui). Mesmo com essa enorme quantia, muitos atletas afirmam que “não viram a cor do dinheiro”.
Imagine, então, qual não deverá ser o montante de investimentos que será injetado no COB, caso a Olimpíada seja mesmo realizada no nosso país em 2016?
Após o desabafo de hoje, certamente, Cielo será taxado de arrogante e de “metido à besta” ao expor a sua opinião, pois no Brasil atual pode estar caindo a maior tempestade, que os formadores de opinião fazem questão de ver um “céu de brigadeiro”.

Outras informações sobre o desabafo de Cielo, leia no G1:
“Só recebi parabéns até agora”

Continue lendo >>

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Selos

Os mais comentados

Widget UsuárioCompulsivo

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©PAPOeCIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo