1 de abril de 2009

Os ovos de Páscoa mais valiosos do mundo

Os primeiros ovos de Páscoa não eram comestíveis e deliciosamente saborosos, como os atuais ovos de chocolate. Os povos antigos tinham o singelo costume de colorir ovos de galinha e presentear os amigos na época da Páscoa. Mas, esse hábito era reservado apenas aos plebeus, pois os nobres e ricos de antigamente presenteavam uns aos outros com ovos feitos de ouro, prata e pedras preciosas, como os ovos de Fabergé.
Considerados expoentes da arte joalheira e disputados, até hoje, pelos colecionadores do mundo todo, os ovos de Fabergé foram produzidos para os czares da Rússia pelo joalheiro da corte, Peter Carl Fabergé, no período de 1885 a 1917,
Quem iniciou essa tradição foi Alexander III, em 1885. A cada ano, ele encomendava um ovo ao joalheiro, como presente para a sua esposa, a Imperatriz Maria Feodorovna. Após a morte de Alexander III, seu filho Nicholas II continuou a tradição.
O objeto e a forma de cada ovo de Páscoa imperial eram únicos. Alguns celebravam temas íntimos da família; outros honravam eventos notáveis na vida do Estado Russo e da família imperial.
Ao todo foram produzidas 56 obras-primas, embora somente 10 delas tenham permanecido na Rússia.

Veja alguns dos famosos ovos de Fabergé:

1885
O primeiro dos ovos de Páscoa criados por Fabergé, deve-se a uma encomenda feita pelo Czar Alexander III para presentear sua esposa, Maria Feodorovna, em comemoração ao aniversário de vinte anos de casamento do casal.



1894
O translúcido ovo branco leitoso foi o último presente recebido pela czarina Maria Feodorovna de seu marido, que faleceria oito meses depois.



1895
Continuando a tradição estabelecida por seu pai, o ovo rúbio foi o primeiro presente de Czar Nicholas II à sua esposa Alexandra.



1897
Presente do Czar Nicholas II para czarina Alexandra Feodorovna.



1898
Inspirado na flor favorita da czarina Alexandra: lírios do vale.



1900
Presente do Czar Nicholas II para sua mãe, a viúva imperatriz Maria Feodorovna.



1911
Comemoração do 15o aniversário de ascensão do Czar Nicholas II ao trono.



Presente do Czar Nicholas II para a viúva imperatriz Maria Feodorovna na Páscoa de 1911.



1916
Comemoração da Ordem de St. George.




Viciada no alimento dos deuses – o chocolate – eu me contentaria em saborear no domingo de Páscoa ovos bem simples, como os da imagem abaixo.

Ah, sim! O pessoal aqui de casa já sabe disso.



Via: Os nove ovos imperiais

3 Comentários:

Sissym disse...

Sumy, que preciosidades... eu adoro essas coisas. Eu acho que já li 2x e olhei 100 as fotos! Adorei. Obrigada por trazer algo tão belo.

Beijinhos.

by sumy disse...

Oi Sissym!
A história de cada uma dessas jóias é o que mais impressiona.
Obrigada pela visita!
Bjs

Rosemary Q.(Miguxa) disse...

Sumy,obrigada por tudo. Adorei a sua visita.Eu, também sinto saudade do nosso bete-papo no diHITT,mas infelizmente eu não consegui interligá-los.

Adorei o seu post!!
Esses ovos são do outro mundo...mas são verdadeiras obras de arte lindas e valiosas!!(rs)

Bjs

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Selos

Os mais comentados

Widget UsuárioCompulsivo

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©PAPOeCIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo