15 de janeiro de 2009

Material escolar - cuidados na hora da compra

Filas intermináveis nas papelarias e lojas de departamento. Pedidos “extras” dos filhos, que nem sempre cabem no bolso. Preços absurdos. Listas quilométricas e duvidosas. Chegou um dos momentos mais angustiantes na vida dos pais com filhos na idade escolar: a compra do material para o ano letivo. E nesse momento, além de muita disposição e paciência, é preciso pesquisar preços.
Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, realizada no final de 2008, com a crise financeira o custo do material escolar deve subir entre 10% a 15% em 2009. Com a alta do dólar, aumenta o preço das matérias-primas. (é claro que além dessa informação da FGV, há também as costumeiras especulações de preço dos comerciantes).
Outra alerta importante é do Procon. Segundo Alexandre Gomes Barros, superintendente do órgão, na lista de material escolar não pode haver nenhum item que não seja de uso pedagógico do aluno (clique aqui para ver a lista). Alexandre informa, ainda, que a quantidade deve ser coerente com as atividades na instituição de ensino.

Dicas para economizar no momento da compra:

· Reaproveitar o material do ano anterior;
· Não comprar produtos licenciados, pois estes podem custar até o dobro do produto comum;
· Comprar produtos de qualidade, para não ter gastos futuros;
· Fazer compras com outros pais e comprar no atacado, para obter descontos;
· Evitar levar os filhos para comprar os materiais, pois eles provavelmente vão optar por produtos da “moda”.

Leia também:
Compra de material escolar exige pesquisa
Material escolar - fiscais recolhem mais de mil unidades no Rio de Janeiro

8 Comentários:

André disse...

um caderno , um lapis e uma caneta - para que mais? nao entendo o consumismo covarde pois como se negar ao um filho um caderno carissimo que de nada vai adiantar??? A padronização do material escolar seria interessante para tornar as crianças menos viciadas em griffes e a ostentaçao seja deixada para tras.

by sumy disse...

Olá André!

As campanhas publicitárias das empresas do setor são poderosíssimas.

Eu já vi cadernos em que a capa mostra imgens de chocolate derretendo. E o pior, com "cheirinho de cacau".

Nesse caso o apelo não é somente para adquirir o caderno, mas tornar o estudante um "chocólatra", você não acha?

Abs

Bala Salgada disse...

Dicas realistas e bem úteis.
Sou muito à favor de ir no atacado, tanto como re-utilizar coisas.

stella halley disse...

Acho terrível quando os colégios pedem livros ou cadernos que não são usados. Parece incrível, mas acontece. Quando chega o final do ano, uma ou duas folhas apenas foram utilizadas. Agora dou preferência a comprar fichário!

Victor S. Gomez disse...

Boas dicas para quem tem filhos na escola. é preciso economizar mesmo. Abraços

by sumy disse...

Vocês todos estão cobertos de razão.

Devo acrescentar que a grande maioria das escolas exagera na lista de material. E os pais desavisados ou receosos de questionarem a escola acabam cedendo.

Abs

Drauzio Milagres disse...

Pesquisar, sempre pesquisar. Tanto nas lojas como na Internet. Um abraço. Drauzio Milagres.

by sumy disse...

Olá Drauzio!

O melhor da Internet é que podemos comparar preços sem sair de casa.

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Selos

Os mais comentados

Widget UsuárioCompulsivo

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©PAPOeCIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo