30 de novembro de 2008

Precisamos fazer mais

Li certa vez que o povo brasileiro faz piada de sua própria condição, porque nunca vivenciou tragédias de grandes proporções, como guerras mundiais, holocausto, grandes epidemias, erupção de vulcões, terremotos, furacões ou tsunamis. Nunca, os cidadãos brasileiros tiveram a necessidade de lutar para reconstruir o seu país, após ter sido este devastado por uma guerra mundial.
E mais, protegido das tragédias ambientais e de graves conflitos entre países, o povo brasileiro vive feliz, apesar da corrupção, da pobreza, do descaso dos nossos políticos, da violência e dos serviços públicos precários. Talvez isso explique a característica do cidadão brasileiro que é mais citada e invejada pelo hemisfério norte: a alegria.
É como se as desgraças alheias fossem virtuais, abstratas e fizessem parte do enredo daqueles filmes sobre grandes catástrofes. Emocionamo-nos e choramos pelos “outros”, dando graças à providência divina por não ter acontecido conosco.
A pecha, que vergonhosamente carregamos, de que, no Brasil, todo conflito termina em samba ou numa churrascada regada à cerveja parece, mesmo, ser verdadeira.
Dito isso, penso que as doações, em dinheiro, do brasileiro ao povo de Santa Catarina, devastada pela natureza, ainda são muito tímidas se comparadas com o número de ligações telefônicas que são feitas para eliminar um participante do reality show Big Brother Brasil, semanalmente, durante os três meses que dura a atração. O Big Brother Brasil é divertimento, alienação e descompromisso. Talvez, esteja aí a sua grande audiência e apelo popular.
A Defesa Civil de Santa Catarina arrecadou, até o momento, pouco mais de 3 milhões de reais, dos quais mais da metade foram doações de instituições privadas, o que demonstra que os cidadãos brasileiros, não estão participando, a contento, da corrente humanitária em prol das vítimas daquele notável estado da nossa federação.
O pior é que a Defesa Civil catarinense vem fazendo graves denúncias de que aproveitadores estão enviando falsos e-mails (leia aqui) pedindo doações em dinheiro para as vítimas das chuvas em Santa Catarina. Há até a denúncia de que um brasileiro que mora na Inglaterra abriu uma conta corrente para enriquecer às custas da tragédia.
Para colaborar, em dinheiro, com o povo de Santa Catarina e não ser enganado por falsos-emails, clique no site da Defesa Civil (www.defesacivil.sc.gov.br) ou nas páginas eletrônicas da grande imprensa (O Globo, Estadão, Folha) e informe-se sobre as contas correntes que estão recebendo doações.
Colabore!
Seja solidário!

Outras informações sobre a tragédia, clique no link abaixo:
Chuvas em Santa Catarina

Seja o primeiro a comentar!

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Selos

Os mais comentados

Widget UsuárioCompulsivo

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©PAPOeCIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo