14 de janeiro de 2011

Uma guerra contra a natureza


A frase do título deste post foi dita por Reinaldo José Parisi, que mora em Teresópolis, uma das cidades mais afetadas pela tragédia, por conta de chuvas e desmoronamentos na região serrana do Estado do Rio de Janeiro.
Foi a primeira vez que ouvi alguém dizer algo contra a natureza e não a favor dela.

A frase é emblemática, pois retrata com fidelidade o que vem acontecendo nos últimos anos no Planeta Terra: estamos tentando nos defender da “mãe natureza”, que tem sido implacável com os seus filhos.

O geólogo Marcelo Motta afirma que “a prefeitura de Teresópolis já tinha um mapa de risco desde 2007, elaborado na gestão anterior a do atual prefeito, chamado “Plano Municipal de redução de Risco”. Mas, ao que parece a constatação do problema não saiu do papel.

Já o geógrafo Paulo Gusmão, afirmou que
“a tragédia era mais do que anunciada. Segundo ele, a combinação entre as condições climáticas, um solo impróprio despido da cobertura vegetal e o uso habitacional desordenado traz o resultado trágico, mas clássico. E a situação tende a piorar, se nada for feito, devido às mudanças climáticas”.

Um resultado clássico. Uma tragédia esperada. Uma catástrofe anunciada. E os “homens” do poder público, que são pagos pela população, para lhe servir, onde estão?
Enquanto a população não se conscientizar de que deve cobrar dos políticos, que ajudou a eleger, ações efetivas para resolver problemas como esse, de batalha em batalha, os filhos desta terra perderão a guerra, pois, agredida, a Natureza não se defende, mas se vinga.

Seja o primeiro a comentar!

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Selos

Os mais comentados

Widget UsuárioCompulsivo

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©PAPOeCIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo