7 de janeiro de 2011

Quem tem padrinho rico não morre pagão


Alguém já ouviu falar nesse provérbio português?
Pois eu já ouvi várias vezes e em situações diversas. E ele nunca esteve tão em evidência como agora, depois que o Brasil inteiro tomou conhecimento da concessão de passaportes aos filhos e neto do ex-presidente brasileiro Luis Inácio.
Em países mais sérios, o fato já teria provocado uma grita geral, mesmo porque, segundo a lei, esse tipo de benefício somente pode ser outorgado a certas pessoas, em condições especiais, como foi amplamente noticiado nos meios de comunicação:

O decreto (5.978/2006) autoriza o benefício do passaporte diplomático a presidentes, vice-presidentes, ministros de Estado, ocupantes de cargos de natureza especial e titulares de Secretarias vinculadas à Presidência da República, parlamentares, chefes de missões diplomáticas, ministros dos tribunais superiores e ex-presidentes. Os cônjuges e os dependentes, inclusive os enteados, até 21 anos de idade ou, se estudante, até 24 anos, também estão autorizados a receber o documento. Para dependentes portadores de deficiência não existe limite de idade.
(Estadão)

Um dos filhos beneficiados tem 39 anos e o outro, 25 anos. Parece que, nesse caso, nenhum dos dois se enquadra no referido decreto.

Pois é, nunca as leis foram tão desrespeitadas no nosso país como nos últimos anos e nunca fomos tão coniventes com esse desrespeito.
É uma pena!

Seja o primeiro a comentar!

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Selos

Os mais comentados

Widget UsuárioCompulsivo

Top Comentaristas

Widget UsuárioCompulsivo
Ocorreu um erro neste gadget

  ©PAPOeCIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo